SECURITÁRIA Bom dia!   24 de janeiro de 2020

Postura Correta Pode Evitar Dores ao Dirigir  
   
imagem  

Postura correta pode evitar dores

 

Mesmo com todos os avanços tecnológicos, como direção hidráulica, câmbio automático, ajuste de direção e de bancos, que tornam o ato de dirigir mais confortável, muitos motoristas reclamam de dores nas costas, nos braços e nas pernas depois de deixarem o volante. “Isso pode ocorrer, entre outros motivos, por falta de boa postura”, explica Christina May Moran Brito, médica fisiatra do Centro de Reabilitação do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo.

         De acordo com a médica, o avanço da tecnologia faz diferença para o conforto do motorista, mas alguns cuidados não podem ser deixados de lado. Segundo Christina, um dos primeiros aspectos que devem ser observados pelos motoristas é a distância entre o banco e os pedais. “Ele deve estar posicionado de maneira a permitir que as pernas permaneçam flexionadas quando o pedal da embreagem for acionado. Sem isso, a região lombar pode ser sobrecarregada”, explica.

Além disso, segundo a fisiatra, é preciso observar a posição do quadril, que deve ficar na mesma altura dos joelhos. “Assim é possível apoiar os pés em angulação de 90 graus”, diz.

A médica explica ainda que o encosto do banco deve formar um ângulo de 90 a 100 graus. “Dessa forma, há uma leve pressão sobre a região lombar. Se isso não ocorrer nem com o encosto na posição correta, deve-se colocar um apoio entre o mesmo e o motorista”, avisa.

O encosto da cabeça também deve ser colocado na posição correta para evitar dores. “Ele deve ser ajustado levando em conta os olhos do motorista. Posicionado de forma correta, ele evita o efeito chicote da cabeça e protege de lesões no caso de uma colisão na traseira”, explica Christina.

Outro ponto importante é a distância entre o motorista e a direção. O volante deve estar a 20 centímetros do condutor, permitindo que os braços fiquem levemente flexionados. “Isso evita o cansaço ao dirigir”, enfatiza.

Por fim, se deve checar os espelhos retrovisores e posicioná-los de maneira a não haver necessidade de forçar o pescoço. “É importante que não seja preciso desencostar do banco para acionar os pedais, realizar manobras ou acessar os retrovisores”, resume a médica.

         De acordo com a fisiatra, mesmo observando todas essas medidas, não se deve ficar muitas horas ao volante. “O motorista deve procurar fazer pequenas pausas a cada duas horas para alongar a parte de trás das pernas, os braços, a região lombar e a coluna cervical”, conclui.

 

Lembretes Importantes:

 

  • Mantenha braços e pernas ligeiramente dobrados para diminuir as chances de lesões.

  • Apóie bem o corpo no assento e no encosto do banco, o mais próximo possível de um ângulo de 90 graus.

  • Ajuste o encosto da cabeça de acordo com a estatura do ocupante, de preferência na altura dos olhos.

  • Mantenha os calcanhares apoiados no assoalho do veículo.

  • Evite apoiar os pés nos pedais quando não os estiver usando.

  • Use calçados bem fixos aos pés, para que os pedais sejam acionados rapidamente e com segurança.

  • Mantenha as duas mãos ao volante, tendo cuidado de deixar os braços em paralelo, em posição aproximada aos ponteiros do relógio em 9 horas e 15 minutos.

 

Fonte: Bradesco Seguros e Previdência



 
 
E-MAIL : alibio@consultacn.com.br       
FONES : Manaus-AM (92) 8215.5511 / Fortaleza-CE (85) 9988.0077 / São Luis-MA (98) 8182.7777
2007 © Todos os direitos reservados à CONSULTACN Ltda.  ss